Arquivos

Arquivo para a categoria ‘Bélgica’

Bélgica surpreende e vence Áustria fora de casa

Por Edimário Duplat

A seleção belga conseguiu uma importante vitória de 2 a 0 sobre a Áustria pelas Eliminatórias da UEFA EURO 2012 e quebrou a invencibilidade do Wunderteam na competição, além de tomar a segunda posição do Grupo A da competição.

Os Diabos Vermelhos começaram a partida levando perigo e marcou logo aos 6 minutos. Após uma bola alçada muito alta no setor austríaco, Witsel acreditou no lance e subiu praticamente sozinho para cabecear e abrir o marcador. Com o gol precoce, o Das Team pressionou o seu adversário de todas as formas, mas não conseguia vencer a defesa belga, que também propiciava lances perigosos para os anfitriões.

Nem bem começou a segunda etapa, e os belgas conseguiram surpreender mais uma vez a torcida da casa. Aos 50 minutos, Ciman fez ótimo cruzamento e Witsel, totalmente sem marcação, matou a bola no peito para dominar e chutar forte no gol de Macho. Com a vantagem assegurada, os visitantes recuaram o time e apenas esperaram o selecionado austríaco atacar, mas sem conseguir criar lances de muito perigo e ver a sua série de cinco vitórias seguidas em jogos oficiais em casa ser quebrada.

Agora, a Bélgica soma os mesmos nove pontos do Wunderteam, mas tem vantagem sobre as partidas contra a mesma equipe na competição (além deste jogo, um empate em 4 a 4 em Bruxelas), ficando assim na segunda posição do Grupo A. No dia 29, austríacos vão jogar fora de casa contra a Turquia, enquanto que os belgas enfrentam o Azerbaijão como mandantes.

Saiba o que já aconteceu em 2010 nas eliminatórias da EURO

Por Edimário Duplat

Iniciada após a Copa do Mundo 2010, as eliminatórias da UEFA EURO 2012 retornam com força total aos gramados, agora com a cobertura do Mapa Mundi da Bola. Para entender o que já aconteceu na competição, faremos um resumo de cada grupo, além de um breve comentário sobre as regras para a classificação na fase final do torneio, que será realizada em conjunto por Ucrânia e Polônia.

Nas eliminatórias, as 51 seleções do continente (com exceção das anfitriãs) foram divididas em 9 grupos, sendo 6 deles com 6 equipes e 3 chaves com 5. Os países jogam dentro de sua própria chave em partidas de ida e volta, classificando-se o 1º colocado de cada grupo. Entre os 2º colocados, aquele de melhor campanha em seu grupo assegura uma vaga diretamente. Dos restantes, será efetuado uma repescagem com chaves de apenas 2 equipes, onde o vencedor estará classificado para o torneio. Esclarecimento: Como existem grupos com mais equipes do que outros, a média das melhores campanhas irá retirar os resultados da respectiva seleção com o 6º colocado do seu grupo.

Regras devidamente explicadas, vamos falar agora do que já aconteceu nos grupos europeus:

Grupo A

Favorita a classificação, a Alemanha começou a sua empreitada com uma vitória simples de 1 a 0 contra a Bélgica. No mesmo dia, A Turquia não tomou conhecimento do Cazaquistão em Astana e venceu pelo placar de 3 a 0, assumindo a ponta da tabela.

Dias depois, os  jogadores da Lua e Estrela continuaram sua boa campanha derrotando os belgas em Istanbul por 3 a 2, enquanto que os alemães golearam o estreante Azerbaijão por 6 a 1 em Colônia. Complementando a rodada, a Austria jogou em casa contra o Cazaquistão e derrotou os leopardos da neve por 2 a 0.

Um mês depois, os alemães chegaram a liderança isolada do grupo ao derrotar a Turquia em Berlim por 3 a 0. Com isso, os austríacos encostaram na segunda colocação ao derrotar o Azerbaijão pelo mesmo placar. Em Astana, o Cazaquistão somou a sua terceira derrota consecutiva, sendo vencido pela Bélgica por 2 a 0.

Na quarta rodada, Belgas e Austríacos fizeram um jogo recheado de gols e acabaram no empate de 4 a 4. Já em Baku, o Azerbaijão surpreendeu a Turquia e conseguiu a sua primeira vitória por 1 a 0. Finalizando, os alemães continuaram com 100% de aproveitamento ao fazer 3 a 0 no Cazaquistão, que ainda não pontuou no torneio.

1º Alemanha (12 pts) – 2º Áustria (07 pts) – 3º Turquia (06 pts) – 4º Bélgica (04 pts) – 5º Azerbaijão (03 pts) – 6º Cazaquistão (00 pts)

Grupo B

Sem muitas surpresas, a chave se iniciou com a vitória dos favoritos. Em Yerevan, a Irlanda conseguiu superar a Armênia pelo placar mínimo, assim como a Eslováquia sobre a Macedônia em Bratislava. Já em Andorra la Vella, os anfitriões foram superados em 2 a 0 pela Rússia.

Na segunda rodada, a Sbornaya mesmo jogando em casa acabou sendo surpreendida pelo selecionado eslovaco e foi derrotada por 1 a 0 em Moscou. Já em Dublin, a Irlanda continuou a sua sequência de vitórias e derrotou Andorra por 3 a 1. Em Skopje, a Macedônia ficou apenas no empate em 2 a 2 com a seleção armênia.

Na terceira data de confrontos, os líderes Eslováquia e Irlanda tropeçaram em seus confrontos. Enquanto que os Fighting Jondas foram superados pelos Armênios por 3 a 1 em Yerevan, a seleção da ilha esmeralda foi derrotada pela Rússia. No complemento da rodada, a Macedônia conseguiu a sua primeira vitória na chave, vencendo Andorra fora de casa, por 2 a 0.

Complementando os jogos realizados, a Armênia continuou a sua boa fase na competição ao derrotar Andorra por 4 a 0, enquanto que Irlanda e Eslovaquia empataram em 1 a 1 em Bratislava. Com isso, a Rússia voltou a liderança do grupo ao derrotar a Macedônia por 1 a 0 em Skopje.

1º Rússia (09 pts) – 2º Irlanda (07 pts) – 3º Armênia (07 pts) – 4º Eslováquia (07 pts) – 5º Macedônia (04 pts) – 6º Andorra (00 pts)

PS: Pelos critérios de desempate, irlandeses conseguem vantagem sobre armênios e eslovacos pela soma de pontos em confrontos entre as três equipes.

Grupo C


O Grupo C trouxe a primeira partida das eliminatórias da UEFA EURO 2012. Em Tallin, a Estônia quase foi surpreendida pela modesta Ilhas Faroe, mas conseguiu a vitória de virada por 2 a 1. Semanas depois, os camisas azuis voltaram a jogar em casa, mas não conseguiram superar a seleção italiana e foram derrotados pelo mesmo placar. Nos outros confrontos do dia, a Sérvia foi até Torshavn e fez 3 a 0 nos faroenses, enquanto que a Irlanda do Norte venceu a Eslovênia por 1 a 0 em Maribor.

Na segunda rodada, a Itália goleou as Ilhas Faroe por 5 a 0 em Florença, enquanto que Sérvios e eslovenos não saíram do empate em 1 a 1 na cidade de Belgrado. Um mês depois, a Estônia conseguiu uma surpreendente vitória sobre a Sérvia em plena capital eslava, enquanto que a Irlanda do Norte segurou um empate sem gols com a Azurra em Belfast e a Eslovênia goleou a seleção Faroense dentro de casa.

Dias depois, o selecionado escandinavo conseguiu um heróico empate em 1 a 1 frente o esquadrão irlandês, enquanto que os eslovenos derrotaram a Estônia fora de casa, por 1 a 0. O destaque negativo ficou por conta do confronto entre Itália e Sérvia em Genoa, cancelado aos 6 minutos do primeiro tempo graças aos atos de vandalismo organizados por torcedores radicais da equipe eslava. Após julgamento da UEFA, os italianos foram considerados vencedores da partida com o placar favorável de 3 a 0.

1º Itália (10 pts) – 2º Eslovênia (07 pts) – 3º Estônia (06 pts) – 4º Irlanda do Norte (05 pts) – 5º Sérvia (04 pts) – 6º Ilhas Faroe (01 pt)

Grupo D

Depois da péssima campanha na Copa do Mundo, a França iniciou a sua caminhada com uma derrota de 1 a 0 em pleno Stade de France para a Bielorrússia. Com isso, a liderança da chave ficou com a Bósnia, que jogando fora de casa superou Luxemburgo em 3 a 0. Além disso, a Romênia não saiu do empate em 1 a 1 com a Albânia, mesmo com o apoio de sua torcida.

Na segunda rodada, os Tricolorii voltaram a decepcionar, apenas empatando sem gols com os russos brancos em Minsk. Já os franceses conseguiram se recuperar e derrotaram o selecionado bósnio em pleno Sarajevo por 2 a 0. No complemento do dia, a Albânia jogou em Tirana e venceu Luxemburgo por 1 a 0.

Um mês depois, o empate de 1 a 1 entre albaneses e bósnios e 0 a 0 de luxemburgueses e bielorrussos acabaram beneficiando os Bleus, que venceram a Romênia e chegaram a liderança do Grupo, confirmada dias depois com a vitória de 2 a 0 sobre Luxemburgo, mesmo placar de Bielorrússia e Albânia.

1º França (09 pts) – 2º Bielorrússia (08 pts) – 3º Albânia (05 pts) – 4º Bósnia e Herzegovina (04 pts) – 5º Romênia (02 pts) – 6º Luxemburgo (1 pt)

Grupo E

O Grupo E teve ínicio com a vitória da Moldávia sobre a Finlândia por 2 a 0 em Quichinau, mesmo resultado da Suécia frente a Hungria na cidade de Solna. Já a Holanda não teve dificuldades em golear a fraca seleção de San Marino em Serravalle por 6 a 0.

Na segunda rodada, o fraco selecionado da Serenissima foi goleado novamente por 6 a 0, desta vez para a Suécia. Já em Budapeste, os húngaros se reabilitaram frente a Moldávia e fizeram 2 a 1, mesmo placar da vitória laranja sobre a Finlândia em Roterdã.

Nas partidas que vieram a seguir, a Hungria superou San Marino por 8 a 0 em Budapeste, mas acabou sendo derrotada fora de casa pela Finlândia em 2 a 1. Enquanto isso, a Holanda chegava a sua 3º e 4º vitória consecutiva sobre Moldávia (1 a 0 em Quichinau) e Suécia (4 a 1 em Amsterdam). Complementando, os samarineses ainda foram derrotados em Serravalle por 2 a 0 para os moldavos e 8 a 0 para os finlandeses em Helsinki.

1º Holanda (12 pts) – 2º Hungria (09 pts) – 3º Suécia (06 pts) – 4º Moldávia (06 pts) – 5º Finlândia (03 pts) – 6º San Marino (00 pt)

PS: Pelos critérios de desempate, a Suécia tem vantagem sobre a Moldávia no saldo de gols.

Grupo F

Em um dos grupos mais equilibrados da competição, as emoções começaram com as vitórias de Israel sobre Malta por 3 a 1 em Ramat Gan, e da Croácia sobre a Letônia na cidade de Riga, por 3 a 0. Em Piraeus, a campeã európeia de 2004, Grécia, ficou apenas no empate com a Geórgia em 1 a 1.

Na segunda rodada, os Cruzados jogaram em sua capital, Tbilisi, mas não saíram do empate sem gols contra Israel, mesmo resultado em Zagreb para Croácia e Grécia. Já os Letões, foram até Ta’ Qali e derrotaram a equipe de Malta por 2 a 0.

Já no terceiro dia de confrontos, os gregos conseguiram a sua primeira vitória na competição, derrotando a Letônia em Atenas por 1 a 0, placar igual ao confronto em Tbilisi, entre Geórgia e Malta. Em Ramat Gan, a Cróacia seguiu na ponta da tabela vencendo Israel por 2 a 1. Dias depois, foi a fez dos gregos derrotarem a seleção hebraica pelo mesmo marcador, enquanto os georgianos foram a Riga e chegaram ao seu terceiro empate no torneio, frente a Letônia, por 1 a 1.

Em Novembro, os Vatreni confirmaram seu favoritismo, derrotando os malteses por 3 a 0 em Zagreb e retornando a liderança do grupo.

1º Croácia (10 pts) – 2º Grécia (08 pts) – 3º Geórgia (06 pts) – 4º Israel (04 pts) – 5º Letônia (04 pts) – 6º Malta (00 pt)

PS: Pelos critérios de desempate, Israel tem vantagem com a Letônia pelo saldo de gols

Grupo G

Pelo Grupo G, Montenegro e Inglaterra seguem invictos e a seleção dos balcãs – com um jogo a mais – é a lider da chave. Na primeira rodada, o English Team conseguiu uma goleada frente a Bulgária em Londres, enquanto que em Podgorica os Falcões derrotaram o País de Gales por 1 a 0.

No segundo dia de jogos, os dois selecionados jogaram fora de casa e voltaram a vencer. Em Sofia, os búlgaros não conseguiram segurar os montenegrinos, que voltaram a ganhar por 1 a 0. Já os ingleses foram até Basel e derrotaram a estreante Suiça por 3 a 1.

Já em outubro, foi a vez dos suiços irem até os Balcãs e sofrerem uma derrota de 1 a 0 para os donos da casa, mesmo placar da derrota dos Galeses para os búlgaros, em plena cidade de Cardiff. Porém, na quarta rodada, os Leões da Bulgária foram goleados em Basel pela Suiça por 4 a 1, enquanto que a ex-república iugoslava segurou um empate com a Inglaterra fora de casa e assegurou a primeira colocação da tabela

1º Montenegro (10 pts) – 2º Inglaterra (07 pts) – 3º Suiça (03 pts) – 4º Bulgária (03 pts) – 5º País de Gales (00 pts)

PS: Pelo critério desempate, a Suiça tem vantagem sobre a Búlgaria pelo confronto direto entre as duas equipes

Grupo H

A Noruega segue como a grande surpresa do Grupo H. Logo na estreia, os Drillos saíram na frente, ao vencer a Islândia fora de casa por 2 a 1, enquanto que Portugal empatou em incríveis 4 a 4 contra a seleção do Chipre. A Dinamarca entrou apenas na segunda rodada e jogando para sua torcida derrotou os islandeses por 1 a 0, mesmo resultado da vitória dos noruegueses para o selecionado lusitano, em Oslo.

Um mês depois, os escandinavos continuaram com sua sequência positiva, vencendo o Chipre por 2 a 1 em Larnaca. Já Portugal, conseguiu uma boa sequência ao vencer os dinamarqueses e islandeses por 3 a 1.  No complemento da rodada, os Olsen’s Eleven derrotaram o Chipre por 2 a 0.

1º Noruega (09 pts) – 2º Portugal (07 pts) – 3º Dinamarca (06 pts) – 4º Chipre (01 pt) – 5º Islândia (00 pt)

Grupo I

Atual campeão mundial, a Espanha segue 100% no Grupo I. Na primeira partida da Fúria, uma boa vitória fora de casa sobre Liechtenstein por 4 a 0, enquanto que a Escócia e Lituânia apenas empataram em 0 a 0. Sem participar da segunda rodada, o selecionado espanhol apenas viu a República Tcheca estrear com uma derrota por 1 a 0 para os Lituanos e a Escócia se reabilitar frente ao principado europeu por 2 a 1.

Porém, nas rodadas seguintes, o atual campeão europeu retornou aos gramados e conseguiu duas importantes vitórias que deram a liderança na chave. Em Salamanca, derrotaram os lituanos por 3 a 1 e em Gasglow conseguiram derrotar a Escócia por 3 a 2. Logo atrás da equipe espanhola, os tchecos se reabilitaram derrotando escoceses (1 a 0) e liechtensteinienses ( 2 a 0).

Com os dados atualizados, seguiremos acompanhando este grande torneio do velho continente. Em breve, no Mapa Mundi da Bola.

1º Espanha (09 pts) – 2º República Tcheca (06 pts) – 3º Escócia (04 pts) – 4º Lituânia (04 pts) – 5º Liechtenstein (00 pt)

PS: Pelo critério desempate, a Escócia leva vantagem frente a Lituânia no numero de gols marcados.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: